Lei do Inverso do Quadrado da Distância

Se você pensa em iluminar qualquer coisa, deve pensar na quantidade de luz que tal coisa recebe, certo? Claro. E você já deve ter ouvido falar na lei do inverso do quadrado da distância, né? Se não, já está mais do que na hora. Pra você ter uma ideia da importância dessa lei, imagine você que ela é regida pelo mesmo princípio que define a atração causada pelo sol em cada planeta do nosso sistema solar, por exemplo. Pouca coisa, né? Isso começou lá atrás com uma galera que trocava uns emails com Isaac Newton sobre a gravidade (que é aquele da maçã, lembra? Era o cara mais famoso da galera, só pra vocês identificarem mais ou menos do que se trata). No caso da fotografia funciona como no desenho aí em cima. Cada vez que dobramos a distância entre o flash e o assunto a ser fotografado, perdemos o quadrado dessa distância em quantidade de luz e ganhamos o mesmo em área.

Complicou, né? Mas é facil. Na prática, dá uma olhada nessa imagem do Zack Arias (www.zarias.com) fazendo relação dessa lei com as nossas aberturas de diafragma. Vamos aplicar a lei usando esse exemplo. Imagine que o assunto da sua foto está bem no meio, onde marca f8. A lei diz que quando dobramos a distância da fonte de luz, perdemos o quadrado dessa distância em luz. Veja bem, você sabe que quando abre um ponto de luz (de f8 para f5.6, por exemplo), você ganha o dobro da luz que tinha anteriormente. Quer dizer que se eu abrir dois pontos eu tenho o quádruplo de luz? Exato. Percebe que a região em f4 está no dobro da distância da região em f8? E que de f8 para f4 são dois pontos? Tudo está começando a fazer mais sentido agora?

Vou colocar de uma forma mais simples. Dá uma boa olhada na nossa tabela lá do início. De 1m para 2m temos 1/4 de luz, o que significa uma perda de 2 pontos (1/2 seria 1 ponto, e 1/4, que é metade de 1/2, dois pontos). De 2m para 3m, temos 1/9. Aqui eu prefiro arredondar para 1/8, que é metade de 1/4, ou seja, mais 1 ponto. Então, de 1m para 3m, perdemos 3 pontos. De 3m para 4m perdemos mais 1 ponto? Exatamente! 1/16 é metade de 1/8, o que nos dá uma perda de 4 pontos de 1m para 4m. Êpa! Eu disse que era fácil! Percebeu o padrão? 2m, 2pontos. 3m, 3 pontos. 4m, 4 pontos. Agora tudo é mais simples! Você só precisa encontrar a exposição para 1m, mas isso é assunto pra outro post.

(Na verdade a partir de 5m volta a complicar, mas acho que raramente você vai usar um flash a 5m do assunto, então paramos por aqui enquanto o cérebro de ninguém derreteu!)