O que o controle da sua TV tem a ver com flash remoto?

Na semana passada rolou uma oficina de flash avançado pelo Instituto Internacional de Fotografia (ou IIF, para os íntimos), em São Paulo. Um dos assunto dessa oficina foi o disparo remoto dos flashes dedicados. A minha forma predileta de disparar meus flashes remotamente é pelo CLS (Creative Lighting System) da Nikon. O flash remoto é disparado por um flash na câmera que envia um sinal infravermelho com várias informações. Eu controlo o flash remoto pelo flash mestre, podendo alterar potências, modos de operação (posso usar Manual, TTL ou Automático), e até disparar usando o sincronismo de alta velocidade (Auto FP, na Nikon). É o que carinhosamente chamo de "modo gordinho", porque nós, gordinhos preguiçosos, podemos fazer todos os ajustes sem sair do lugar, pela própria câmera, sem precisar caminhar até o flash. Quem usa Canon também pode usar o "modo gordinho", usando um 580EX II, ou um 600EX como mestre, por exemplo, ou o próprio flash pop up (no caso de algumas câmeras lançadas recentemente). 

O problema do "modo gordinho" é que ele funciona parecido com o controle da sua TV. Todo mundo um dia já tentou aumentar o volume e não conseguiu porque aquela caixa de pizza estava bloqueando o receptor do sinal do controle. Instintivamente a gente logo tenta levantar o braço e apontar o controle diretamente para a TV. Quando a gente trabalha com o flash remoto pelo sistema de infravermelho, o mesmo problema pode acontecer. Qualquer bloqueio impede que o sinal do flash mestre chegue no flash remoto. É possível driblar esse problema simplesmente apontando o sensor do flash remoto para o flash mestre, quando o ambiente permite isso. No caso do exemplo, esse bloqueio nada mais é do que uma grossa parede maciça de pedra. O meu flash está escondido por trás dessa parede, como poderia o sensor do flash remoto perceber o sinal do flash mestre? Qualquer tentativa de driblar a parede seria em vão. Lá vem o sistema de rádio para acabar com os nossos problemas! 

flash avançado iif março 2013.jpg

Usando um rádio simples tenho a limitação de não poder controlar a potência pela câmera, mas o bloqueio do sinal deixa de ser uma questão e eu posso esconder meu flash até mesmo atrás de uma parede. Alguns modelos de rádio permitem controle de potências e o uso do modo TTL. Geralmente são modelos mais caros que aqueles pequenos rádios baratinhos que todo mundo tem. Para os usuários de Canon, um 600EX RT como mestre (ou um transmissor STE3-RT) permite disparar outro 600EX RT remotamente também por rádio, e não só por infravermelho. Cuidado: muita gente acha que a Canon 5DmkIII vem com um "rádio embutido". Isso não é verdade.