Review sobre os últimos lançamentos de câmeras, flashes e softwares

Primeiro a gente acha que domina o equipamento, que tira dele o que a gente quer, do jeito que a gente espera, que o equipamento é uma extensão do corpo. Depois, descobre que o equipamento só consegue dar o que pode mesmo, e olhe lá. A gente controla um equipamento que limita a ponto de fazer a gente se sentir controlado enquanto controla. Aí, a gente tem duas opções: engole o que o mercado empurra e compra outra órtese fotográfica de última geração pra tentar fazer o corpo absorver, ou devagarzinho começa a voltar a ser só gente de carne e osso, usando o que tem com consciência.

Trecho do filme "Waking Life"